sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Poema Arte ... A Concha


Da concha
rubra
retiro
fluida
alva
tuas líquidas
sementes
que trago
entredentes

Na concha
rubra
mergulho
com a ponta
do arpão
que perturba
e escuta
teu íntimo
rumor

Na concha
rubra
busco
a pérola
úmida
ardente
que me faz
ser
quem sou
Ivan Miziara

Nenhum comentário:

Postar um comentário