terça-feira, 31 de maio de 2011

Você continua ai?

Ao longe te vejo
um arrepio cresce em minha espinha
Acompanho seu caminhar
Não consigo tirar os olhos de seu corpo
Seu jeito de olhar me encanta
O seus passos me animam
Cresce em mim o desejo
E esse vento que me traz teu cheiro
Me faz querer correr ao teu encontro
Mas não acho seguro
Então você chega e me olha
Teus olhos são como safiras embora castanhos sejam
Meu coração acelera ao toque de tua pele alva
Ouço tua voz suave a me dizer
Me toma como tua doce cortezã...
Encostas teus lábios nos meus
O gosto de teu brilho sabor morango me domina
Teu corpo ainda mais me ilumina
Encaixa-se como sempre ao meu
Teu vestido de chita
Com a alça a cair
A memória me traz a escada de meus sonhos
Tuas pernas a roçar na minha
Tua respiração quente ao meu ouvido
Minhas mãos como polvo a te envolver
Meu corpo esquenta ainda mais ao toque teu
Com um baque abro meus olhos
E comigo agora já não mais estás
Sinto ainda o gosto de teus beijos
O doce cheiro de teu perfume
Mas comigo agora não mais está
Percebo com o coração aflito e pele arrepiada
Que o sonho ainda fresco em minha mente
É real pois sei que tu também sentis
O arrepio outrora por mim sentido
Mas ainda meu tempo já passou
E agora tenho de ir
E a jornada de novo começar
Meu tempo passou
Agora é hora de acordar

Malthus Luppus

sábado, 28 de maio de 2011

Diferenças?


Saberia dizer a diferença entre o teu íntimo e as tuas ilusões? Que foram plantadas desde muito tempo atrás e as toma como tuas.
Tuas verdades são mesmo tuas? Quem garante?
Te deixaram livre pra escolher? Talvez não, afinal, antes disso te ensinaram o que “é melhor.”.
E entre as verdades. No meio duma estrada se depara com um fantasma.
Ele não é real. Mas se eu vejo, ele é não é?
Mas ele não existe, foi como se aprendeu.
Fiquei louco então.
Talvez só não soubéssemos como pensar por nós mesmos.
Mais seguro é se enganar.
Talvez não queiram pensar por si mesmos.
E o fantasma? Deixou de existir?
Ou era eu?

Daniel Cazcovas

quinta-feira, 26 de maio de 2011

Doces Sonhos?

Quem nunca quiz ter ou já desejou doces sonhos a alguém?
Certas vezes tudo que nos resta são refugios em nossas mentes, alguns não conseguem sair de lá....
A mente, coisas de minha imaginação
já percebeste o quanto vemos coisas que não estão mais lá num segundo momento?
é eu também, vejo ainda aquele sorriso ao acordar de manhã...
aquela sombra no meio da noite quando acordamos com vontade de ir ao banheiro...
tento me lembrar que é apenas minha camiseta dependurada na janela...
tenho meus sonhos que quando acordo ainda tou sonhando
tento acordar e não consigo, abro os olhos e não tenho forças para levantar...
mãos invisiveis me seguram e ainda não tenhos forças para levantar....
me concentro mais um pouco, o telefone toca e quebra-se o encanto...
finalmente me levanto e escuto uma risada distante mas que parece para mim...
meus medos me perseguem...
canso de esperar, quero correr
cansei de te ver e não pode encostar
quero poder te amar
minha doce assombração
cria de meus delirios
reside em minha mente e cresce em meu coração
Ah minha doce dulcineia...
meu coração ainda te vê e bate mais forte ao te sentir...
Doce Dulcineia ainda está aqui?
me escutas?
me sentis?
O que posso fazer para te ter mais feliz...
Doce ilusão essa
Visito teus sonhos e me perguntas o quero...
Paro, reflito e penso
por que estou aqui?
Afinal de contas eu não me perdi...
e mesmo assim você me tomas...
Essa ilusão é como um doce sonho...
te vejo, não te toco, te escuto mas não te beijo..
Isso seria inprovável ou impossível...
Ainda não sei bem a resposta...
A minha perdição foi pensar que você confiava em mim...
E sem saber você me afastou lentamente...
Agora nas sobras te observo...
Te espero para a luz chegar...
e novamente brincarmos de criar...

by Malthus Luppus

Para quem assistiu sucker punch, vocês lebram dessa música? se não assistão. Eu recomendo...

Sweet Dreams

Sweet dreams are made of this.
Who am i to disagree?
I traveled the world and the seven seas.
Everybody's looking for something.
Some of them want to use you...
Some of them want to get used by you...
Some of them want to abuse you...
Some of them want to be abused...

Sweet dreams are made of this.
Who am i to disagree?
I traveled the world and the seven seas.
Everybody's looking for something.
Some of them want to use you...
Some of them want to get used by you...
Some of them want to abuse you...
Some of them want to be abused...

I wanna use you and abuse you.
I wanna know what's inside you.
(whispering) hold your head up, movin' on.
Keep your head up, movin' on.
Hold your head up, movin' on.
Keep your head up, movin' on.
Hold your head up, movin' on.
Keep your head up, movin' on.
Movin' on!

Sweet dreams are made of this.
Who am i to disagree?
I traveled the world and the seven seas.
Everybody's looking for something.
Some of them want to use you...
Some of them want to get used by you...
Some of them want to abuse you...
Some of them want to be abused...

I'm gonna use you and abuse you.
I'm gonna know what's inside.
Gonna use you and abuse you.
I'm gonna know what's inside you.

Doces Sonhos

Doces sonhos são feitos disso,
Quem sou eu para discordar?
Eu viajo pelo mundo e pelos sete mares,
Todo mundo está procurando alguma coisa...
Alguns deles querem te usar,
Alguns deles querem ser usados por você.
Alguns deles querem abusar de você,
Alguns deles querem ser abusados...

Doces sonhos são feitos disso,
Quem sou eu para discordar?
Eu viajo pelo mundo e pelos sete mares,
Todo mundo está procurando alguma coisa...
Alguns deles querem te usar,
Alguns deles querem ser usados por você.
Alguns deles querem abusar de você,
Alguns deles querem ser abusados...

Eu quero usar você e abusar de você
Eu quero saber o que está dentro de você
Conserve sua cabeça erguida, seguindo em frente,
Mantenha sua cabeça erguida, seguindo em frente,
Conserve sua cabeça erguida, seguindo em frente,
Mantenha sua cabeça erguida, seguindo em frente
Conserve sua cabeça erguida, seguindo em frente,
Mantenha sua cabeça erguida, seguindo em frente
seguindo em frente!

Doces sonhos são feitos disso,
Quem sou eu para discordar?
Eu viajo pelo mundo e pelos sete mares,
Todo mundo está procurando alguma coisa...
Alguns deles querem te usar,
Alguns deles querem ser usados por você.
Alguns deles querem abusar de você,
Alguns deles querem ser abusados...

Eu vou usar você e abusar de você
Eu vou saber o que está dentro
Vou usar você e abusar de você
Eu vou saber o que está dentro de você

quarta-feira, 25 de maio de 2011

Reflexão de Cazcovas


As paredes me sufocam à medida que eu tomo consciência de mim e de um mundo de absurdos lá fora.
“Infinitas possibilidades, basta acreditar e você terá.” Me diz o novo Best-seller da auto-ajuda. Não o comprei, li na livraria mesmo. Li talvez só pra falar mal depois. Auto-ajuda e Auto-engano pra mim são coisas muito parecidas.
E me vem aquele convite: “Vamos sair hoje! Vai ser massa!”.
Ah! Os amigos. Sempre lá, para beberem conosco, nas alegrias da farra, nas dores de amor, de cotovelo, dores de chifre e até de morte.
Vou com eles, mas essa festa não é pra mim hoje. Abro a carteira. Um calendário de seis anos atrás (lembrança de meu avô), uma poesia bêbada em papel amassado, um número de telefone de uma mulher que conheci não sei onde, nem quando, nem mesmo por que. Deve ser bonita, ou não, realmente não lembro. E dinheiro, dinheiro de uma cerveja, que pelo menos deve estar gelada.
A minha liberdade parece que se casou com a economia, e corta minhas asas quando não me encaixo nos moldes ou sempre que estou sem grana. Acendo um cigarro e no meio da fumaça reflito: “Putaquipariueutôfudidomesmo!”

terça-feira, 24 de maio de 2011

Presságio do Lobo Nuvem

E eu ouvi.
Ouvi o uivo do lobo.
E eu vi.
O lobo tornado nuvem, alçando vôo.
Desafiava Lua, seu Pai.
O lobo nuvem, jovem rebelde.
E vi se aproximar, e seu olhar mudar.
De fúria impetuosa ao medo inesperado.
O lobo nuvem fugia de seu Pai.
Parecia ter entendido sua pequenez diante do todo.
Fugia, mas não conseguia sair do lugar...
E Seu Pai ao alcança-lo.
Desmanchou sua forma, lobo nuvem agora pequenos fragmentos.
Que o vento da noite dispersava.
E o lobo nuvem voltava a fazer parte do todo.
Aprendia a ser humilde.


By Daniel Cazcovas

segunda-feira, 23 de maio de 2011

Dia Estranho

Dia estranho

O dia hoje foi estranho
Não lembro de ter dado passo algum;
Mas deslizei por todo ele,
E não era sonho.

Não havia fila onde costumava ter
“Aproveite o dia” me diz a caixa da loja
Com um sorriso que já vi em algumas encruzilhadas.

Até aquela garota estava diferente
Tristeza não é algo que ela costuma ter
E nem combina com ela.

E havia perguntas.
Havia fome e sede.
Um vazio,
E a cerveja estava quente.

By Daniel Cazcovas

sexta-feira, 20 de maio de 2011

Nostalgia...

Nostalgia tem o significado de Melancolia, tristeza causada pela saudade de sua terra. Saudade do passado, de um lugar etc. Contudo como nimguém gosta de lembrar de coisas ruins, nostalgia é uma coisa boa, uma coisa que nos traz sempre aquela vontade de rir, a lembraça da infância é uma dessas coisas que lembramo, não queremos reviver, apesar de querer mudar algumas coisas, mas lembramos sempre com bons pensamentos...
Para os nostalgicos, vejam um verdadeiro super heroi em ação em 3 momentos...

Esses dois me lembram alguém...



terça-feira, 17 de maio de 2011

O não-torcedor: Curiosamente

Como todo bom não-torcedor, não me atrai fazer conjecturas sobre qual time é o melhor, quem tem mais títulos ou ainda qual o time da moda. Não é por nada, mas essas discurssões, assim como política e religião sempre causam confusão, não sou apolitico e muito menos ateu (nunca direi sou ateu graças a deus) e nem sou atoa, pois sempre cremos em alguma coisa ou temos ideais políticos assim como idéias...Bem mas esses não são o caso, o curioso é que apesar de não querer se envolver, sempre nos envolvemos, outro dia escutei uma pérola... "não gosto do SANTOS mas gosto menos ainda do CORINTHIANS, logo espero que o santos ganhe, estarei torcendo por ele...", esse comentário não é de uma pessoa que possa ser tida como bairrista políticas, mas de alguem que pode não torcer literalmente, mas sabe exactamente para quem não torcer. Contudo existe certos comentários como o do professor de um amigo meu..."Não torço pelo CEARÁ, mas o FLAMENGO é um time muito marrento, espero que ele ganhe e ensine uma lição para esse timinho...", comentários assim faz você pensar no que é torcer realmente, enquanto isso vai o flamengo processar os juizes das partidas que perdeu a classificação, vai torcedor criticar o time por perder de um time que julgavam fraco, mas é aquela coisa, se quer vencer, não é por juiz que se ganha e sim com gols...aprende né...
Torcer por um time vai mais alem do que defender as cores do time amado, torcer está na magia de apoiar o time, principalmente quando ele perde, se for depois de 22 vitorias consecutivas, por que xingar o tecnico, os jogadores, quebrar ônibus, fazer baderna, bater no time adiversário, xingar o juiz que não marcou aquele penalti, sim aquele que o jogador se jogou ou caiu de maduro que você acha que só você viu...Torcer vai ao incentivo ao time, vai na participação, vai no respeito a seus jogadores e adiversários, sim os adiversários, pois assim como você não quer apanhar, não vá atraz de bater...Torcer é uma arte, uma arte que poucos sabem ou querem entender, enquanto isso vou não torcendo por ai até que seja seguro sair com uma camisa de um time qualquer e não ser apedrejado por algum idiota de um time adiversário...
A final das contas assistindo outro dia futebol com os amigos, sim não torço mas não quer dizer que não goste da compania dos amigos, cheguei a todas essas conclusões comentadas anteriormente e ainda me vem a cabeça que apesar de não torcer para o time de meu estado que está a jogar com o time de outro estado, sinto-me satisfeito em saber que o mesmo ganhou e se classificou, claro que analizando de perto esse fato, a satisfação ganha vendo a comemoração dos amigos, a curtição com outros amigos que "choram" a perda, mas que a pesar de tudo estamos juntos, ganhando, perdendo, bebendo, viajando, "batendo-cabeça" e curtindo, mostra que interações sociais de várias formas são sempre bem vidas em nosso cotidiano.
Lembrando: Quarta-feira é dia de futebol, cerveja e curtir com os amigos.....para colhermos mais dados...

segunda-feira, 16 de maio de 2011

A melhor definição de inferno....

Para os fãs de Supernatural, o episodeo 06x20 - The Man Who Would Be King (Referencia a um livro, de Rudyard kipling, que virou filme de mesmo nome), para quem não conhece, deveria....
Então a melhor definição de inferno de todos os tempos, esqueça Dante, esqueça o marmore do inferno, chamas, torturas e outras definições, a melhor definição de inferno está nesse singelo episodeo de supernatural, onde Crowley, mostra a Castiel como está a nova repaginação do inferno após a nova queda de Lucifer...
Castiel - Que lugar é esse?
Crowley - Essa é a minha versão de inferno! Depois que lucifel foi aprisionado de novo, eu assumi o controle daqui. Chega de torturas, poços de lava, submissão, almas gritando gemendo, chororo e ranger de dentes. Não nada disso, agora comigo no controle está bem mais organizado.
Castiel - Como? e essa fila?
Crowley - Bem toda alma que chega aqui agora, pega uma senha e espera nessa pequena fila até chegar no final...
Castiel - E o que acontece quando ela chega no final?
Crowley - Simples ela volta para o início da fila e faz tudo de novo...Meu bom castiel, nimguem gosta de fila, quer castigo pior que ficar esperando numa fila eternamente?
"Castiel - Entendo, e que nome você dá a isso?
Crowley - Banco" (Tirem suas próprias conclusões...)

Para quem não conhece o filme segue aqui um breve resumo:
Narrado por um velho (Michael Caine) a um jornalista, o filme conta a história de dois rudes ex-soldados britânicos, expulsos do exército, que no sec. XIX se dirigem à Índia, que então encontravasse sob domínio da Grã-Bretanha, em busca de aventuras e riqueza e acabam se tornando reis de um povo na longínqua e inexplorada região do Cafiristão, onde nenhum "homem branco" havia posto os pés desde Alexandre (O Grande) e depois perdem tudo, inclusive, um deles, a vida.
Eles foram considerados seres divinos pelos locais, após o personagem de Sean Connery (Drevot) ser ferido em batalha por uma flecha no peito, a qual não o fez sangra nem morrer (a flexa pegou enbaixo do braço, esse era o velho truque da flexa na bandoleira), até serem desmascarados pela noiva escolhida para Drevot, a linda nativa Roxana (papel feito pela esposa marroquina de Caine, Shakira) que morde Drevot na noite de núpcias se negando a ser possuída e mostra a todos que ele pode sangrar, não sendo então uma divindade.
O velho que conta a história a Kipling é Peachey Carnehan, o sobrevivente da aventura.
Trata-se de uma história fundamentada na filosofia maçônica e trás dentro de seu contexto vários ensinamento da Ordem, sendo que vários participantes da obra são maçons, como o próprio Sean Connery. Um de seus principais ensinamentos alude à ambição dos Homens que em nome do poder e da vaidade acabam perdendo até mesmo o seu mais precioso bem, a vida.


domingo, 15 de maio de 2011

Um dia Campeão


Ah o dia após à vitoria!
Que dia magnifico.
Um dia como outro qualquer, mas que está longe de ser, um dia qualquer.
Tem um não sei o que de mais iluminado e tranquilo,
Deve ser a sensação de dever cumprido.
E o orgulho, essa palavra, o orgulho.
Orgulho de sair na rua com as cores da vitória
O manto sagrado do melhor time do mundo, o seu!
E o melhor , sentir aquela impressão.
A impressão de que todos estão olhando para você e pensando:
AI VAI UM CAMPEÃO!
 Por.  Chico Monteiro.

Da biblioteca de Cazcovas 1.


-Por  Daniel Cazcovas

Eu ia falar sobre um livro, bem acho melhor mostrar um de seus poemas. Essa é a dica. Do velho Bukowski- O amor é um cão dos diabos. Não é  leitura para fracos.